Descoberta científica incrementada pela Engª ENBRAPIT. Tecnologia que substitui integralmente a gasolina, o etanol e o GNV.

Em 2013, o projeto desse combustível foi modificado permitindo que utilitários como o da ilustração acima passassem a rodar por mais de 300 KM com apenas R$ 10,00 empregados em cada dosagem dos elementos líquidos e de outros não líquidos, depois de transformados no NOVOGÁS2 derivado da cana-de-açúcar.

É necessário pouca dosagem de cana-de-açúcar na composição da fórmula do NOVOGÁS. E isso é suficiente para substituir o etanol. O mais importante é que o processo utilizado não interfere nos demais produtos extraídos da cana.

Por utilizar atualmente o mesmo processo funcional no GNV, o NOVOGÁS também não depende de motores específicos para o seu desempenho, bem como dispensa usina para o seu processamento. Necessita apenas de um laboratório.

E por fim, teremos um combustível limpo e de fácil desenvolvimento, em totais condições de substituir a gasolina, o etanol e o GNV, com larga margem de vantagem, alta rentabilidade e custos imcomparáveis.

AS FORMAS QUE ESSES COMBUSTÍVEIS SÃO APRESENTADOS

Desde o simples laboratório ao ponto de fazer funcionar veículos/motores à explosão.

Por outro lado, também possantes motores da GM acoplados com geradores que demonstram o modelo de uma microusina geradora elétrica, sistema termelétrica.

Conclusão. A partir dessas importantes descobertas, com a industrialização do NOVOGÁS proveniente do chorume do lixo, as citadas jazidas existentes a céu aberto e o seu produto passarão a gozar de um valor inestimável porque vão ajudar o Brasil a ser um país menos dependente da importação do GNV e ainda contribuir em alta escala com o meio ambiente.

Quanto ao NOVOGÁS2 da cana-de-açúcar, ele não vai interferir na produção do etanol, pelo fato de pegar uma verdadeira carona nos tanques de fermentação do produto, momento em que se inicia o processamento, ou seja, uma produção paralela até então nunca imaginada.





O substituto original do diesel e do biodiesel e a Nova criatividade do óleo lubrificante para motores muito menos dependentes do petróleo. Trata-se de inovações que já ultrapassaram a barreira dos 40.000 KM, testado nos mais diversos motores a diesel, principalmente nos possantes que cortaram as rodovias do Brasil.

NOSSOS COMBUSTÍVEIS

Nossos combustíveis provêm de jazidas facilmente encontradas na superfície da terra. S]ao de desenvolvimento simples e rápido, podendo ser processados até mesmo em fundo de quintal. Além disso são altamente rentáveis, considerados entre os mais baratos do mundo e, ainda de quebra têm a propriedade de ajudar a recuperar o meio ambiente no longo e médio prazos.

1) Substitutos nº 1 do diesel e outra modalidade de se produzir um biodiesel mais limpo. A fórmula do diesel foi datada em 1942 e foi transformada nos nossos laboratórios somente em 2012, igualmente ao nosso biodiesel.

2) NOVOGÁS GLL - é o gás liquefeito a partir do chorume do lixo. Uma nova modalidade de extração (do gás metano) agora potencializado. Provém de um produto facilmente encontrado nos aterros sanitários, por isso considerado como inesgotável fonte produtiva. Foi testado com sucesso em motores à explosão e também como geração de energia.

3) NOVOGÁS2 - é também um gás liquefeito, porém, produzido a partir da cana-de-açúcar. Sua fórmula foi descoberta no Brasil em 1971 e visava a suprir as necessidades provocadas pelo embargo da OPEP, o qual viria a acontecer em 1973 (período no qual o Brasil atingiu a maior dívida externa do mundo).

4) O NOVOGASOGÊNIO - agora potencializado, é 30% mais inflamável em relação ao GNV e 50% de sua originalidade, na década de 40. Testado com sucesso a partir de 2013 até nos motores com carburadores e na geração de energia.

5) Uma nova forma simplificada de se produzir ETANOL de qualidade.

SUSTENTABILIDADE

Esses gases compôem um conjunto de descobertas essencialmente brasileiras. Trata-se de produtos altamente inflamáveis, porém, benéficos ao planeta porque já surgiram enquadrados na "Nova Ordem" mundial no que diz respeito à sustentabilidade, pelo fato de atenderem a todos os requisitos das novas políticas ambientais e por (alguns) não dependerem do petróleo e outros, menos dependentes dele.

O NOVO COMBUSTÍVEL RENOVÁVEL 100% BRASILEIRO

NOVOGASOGÊNIO (potencializado) desenvolvido em 2012

Linhas gerais (1942):

A partir daquele ano, o considerado (empobrecido) gasogênio, passou a servir de "quebra-galho" da gasolina na 2ª Guerra Mundial. Ele resumia-se em um combustível que mal fazia funcionar os automóveis da época.

Obs.: A maioria desses carros produzia esse próprio combustível no porta-malas.

A Engenharia ENBRAPIT, em 2012, elaborou refinado estudo e desenvolvimentos a esse respeito e concluiu que o Brasil é também como outros países, grande emissor e propagador desse gás na atmosfera até então sem controle.

Grande parte das pessoas, que lutam em prol de um planeta mais limpo sabem que as fontes produtivas e irresponsáveis desse gás encontram-se espalhadas por quase todo o território brasileiro dispostas da seguinte forma:

Entravadas nos biomas (serrado e mata atlântica); produzidos em fornos de preparação de carvão vegetal; fornos de pizzarias à lenha (nos grandes centros urbanos; nas olarias (com a queima de tijolos e utensílios de cereâmica) e em inúmeras outras atividades rurais e comerciais.

Nesse mesmo ano descobrimos e colocamos em prática os mecanismos capazes de extrair desses fornos aquele empobrecido produto como também armazená-lo em cilindros, isso no momento de sua produção devido a pequenas modificações nos fornos.

No laboratório ele é incrementado e potencializado (enriquecido) e se torna 30% mais inflamável em relação ao GNV e 50% de seu original, em 1940. Dessa forma o novo produto está apto a atender o automobilismo satisfatoriamente assim como a nova modalidade de geração de energia termelétrica (independente) nas localidades supracitadas e até nos mais longínquos rincões brasileiros como um combustível e geração energia elétrica produzidos in loco.

Obs.: A extração e o armazenamento do gasogênio são obtidos por meio dos convencionais motores à explosão incrementados com os mecanismos necessários.

A QUESTÃO MAIS IMPORTANTE

Num futuro muito próximo, algum governo ou responsáveis pelo projetos referentes às citadas modalidades de geração energética poderão reverter a situação atual ajudando a população a desfrutar de todos os benefícios que essa energia elétrica poderá proporcionar, a custos simbólicos isso devidamente à enorme disponibilidade das fontes produtivas do combustível em questão. Da mesma forma vai acontecer também no automobilismo, na náutica e em outros segmentos cujos mecanismos dependem da força motriz explosiva.

Vale dizer que, com essas grandes diferenças e vantagens, principalmente os habilitantes das localidades citadas não mais vão depender dos combustíveis mais caros do mundo, ou seja, aqueles oferecidos pela PETROBRÁS.

Essas surpreendentes descobertas servirão como verdadeiro aprendizado aos empresários e investidores do setor energético que queiram explorar essa nova e inesgotável jazida.

Os responsáveis pelos fornos citados, utilizando essa inovação certamente vão desfrutar dos benefícios e a diferença que serão notadas no bolso e na mesa dos habitantes dessas comunidades.

OUTRA IMPORTANTE QUESTÃO


A alternativa em questão poderá ainda gerar alta fonte de renda e desenvolvimento também nas citadas comunidades isoladas, pelo fato de seus proprietários utilizarem os fornos que poluíam, agora dentro dos critérios estabelecidos, ou seja: o gás (pobre) ao ser contido em cilindros, depois de levado ao laboratório volta já enriquecido tornando-se muito menos poluente. É uma tecnologia disponível para qualquer petrolífera à exceção da Petrobrás.

As localidades tendo combustível disponível, terão geração de energia independente produzida por possantes motores à explosão acoplados a geradores, e o seu excedente poderá ser comercializado diretamente com as concessionárias de energia para ajudar a manter os níveis de seus reservatórios.

 



Home     :    Apresentação     :    O Gênio     :    Desafios     :    Contato    
Todos os Direitos Reservados.
Proibida a reprodução, total ou parcial.

Mididata Internet